ACSS
Departamentos e Unidades»Departamento Gestão e Financiamento Prest. Saúde»Codificação Clínica

A codificação clínica hospitalar traduz-se na codificação, mediante nomenclaturas e sistemas de codificação adequados, dos procedimentos, diagnósticos e actos que caracterizam o contacto do utente com o hospital (seja em internamento, hospital de dia, consulta externas ou urgências).

No que respeita às consultas externas, hospital de dia e urgências, a codificação dos actos realizados nestas linhas de produção é efectuada de acordo com as tabelas presentes no Anexo III - Tabelas de meios complementares de diagnóstico e terapêutica da Portaria que regulamenta as tabelas de preços das instituições e dos serviços integrados no Serviço Nacional de Saúde (Portaria nº 132/2009, de 30 de Janeiro, com as alterações introduzidas pela Portaria 839-A/2009 de 31 de Julho).

No que respeita à codificação de diagnósticos e procedimentos realizados em internamento, ambulatório médico ou ambulatório cirúrgico é utilizada a Classificação Internacional de Doenças 9ª Revisão Modificação Clínica – CID-9-MC (classificação de diagnósticos e procedimentos que resulta da adaptação efectuada nos E.U.A. da International Classification of Diseases 9th Revision, ICD 9 da OMS). Desde 1989 que esta classificação é utilizada para efeitos de codificação das altas hospitalares, possibilitando o agrupamento de episódios de internamento e de ambulatório em GDH.

Dispositivos Médicos - Mapeamento Codificação Infarmed - Procedimentos CID-9-MC

 Apresentação PNA Abril 2013 

 Relatório anual de auditoria externa à codificação clínica

Manual de Auditoria à Codificação Clínica e à Facturação do Contrato-Programa

Portal da Codificação e dos GDH

Auditorias à Codificação Clínica CID-9-MC

ICD9CM

ICD 10 CM/PCS

 

Em Portugal, a classificação internacional de doenças (CID) é utilizada ao nível hospitalar (base para a classificação em Grupos de Diagnóstico Homogéneo) e ao nível de sistemas de apoio ao médico. Nos CSP é utilizada a Internacional Classification of Primary Care Version 2 – Electronic (ICPC-2-E) para a codificação de problemas de saúde, que permite o mapeamento para CID-9 ou CID-10.

Apesar de disponível há vários anos a classificação de diagnósticos nos sistemas de apoio aos clínicos dos CSP, nunca existiu um real incentivo à sua utilização sistemática, nem qualquer processo regular de auditoria aos seus registos.

Decorrente da necessidade sentida não só por vários profissionais no terreno como pelos organismos centrais, dada a importância deste tipo de informação para planeamento em saúde, foi considerado prioritário a constituição de um grupo de trabalho que abordasse esta problemática e avançasse com um plano de registo de doença nas cinco regiões de saúde.

O grupo, de âmbito nacional, é composto por elementos da ACSS, das cinco Administrações Regionais de Saúde e da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, tendo iniciado trabalho em Março de 2010.

Projecto: Melhoria do Registo de Morbilidade nos Cuidados de Saúde Primários

 Relatórios Nacionais

2004

2005

2006

2007

2008

ARS Norte ARS Centro ARS LVT ARS Alentejo ARS Algarve

 Cursos de Codificação Clínica em 2015:

•  3.ª edição: 12-16 e de 26-30 de janeiro de 2015.

•  4.ª edição: 19-23 de janeiro e de 2-6 de fevereiro de 2015.

Informações e candidatura online

> Histórico de Documentação
 Codificação Clínica

Portal da Codificação Clínica e dos GDH

Portal de Codificação e dos GDH

ACSS
Símbolo de Acessibilidade à Web. [D]
Mapa do Site | © 2018 - ACSS  Ministerio Sa�de